SEO do YouTube: Como Obter Melhor Posicionamento para seus Vídeos

featured1

Então, você acabou de criar um canal no YouTube, já compartilhou em todos os lugares e até já finalizou a integração ao seu site. Ótimo! Ainda não está conseguindo as visualizações que esperava? Talvez você não tenha se aprofundado de forma adequada em um dos aspectos mais importantes do processo, mesmo já tendo gravado diversos vídeos: o SEO do YouTube.

Conseguir um bom posicionamento no YouTube é o resultado de duas coisas. Primeiro, você precisa ser interessante para a plataforma, mas também agradar ao seu público e assim ter um maior número de visualizações e de assinantes. Está pronto para começar? Isso é muito bom! Temos algumas ótimas dicas de SEO para o YouTube e algumas estratégias para que você possa conseguir engajar seus visitantes.

Estudar as palavras-chave

Depois de fazer upload do vídeo para o YouTube, você precisa preencher o título, a descrição e as tags do vídeo. Parece bem fácil, mas esta é uma das partes mais importantes do processo e não é algo que deva ser feito de qualquer maneira. Entretanto, primeiro você tem um “dever de casa” para fazer.

Antes sequer de começar a preencher o título e a descrição, você precisa saber quais serão suas palavras ou frases chave. O primeiro passo é verificar a concorrência relativa às palavras-chave que você pretende usar. Você pode resolver se vai usar o Planejador de Palavras-chave do próprio Google ou alguma das muitas outras opções gratuitas existentes. Com isso você tem a possibilidade de ver a concorrência que vai encarar e a popularidade de certas palavras-chave.

adwords-keywords

Palavras-chave de cauda curta vs Palavras-chave de cauda longa

Você estava certo que queria “artesanato” como palavra-chave e acabou por descobrir que essa é uma palavra muito usada? Palavras-chave mais curtas são conhecidas como de cauda curta e você vai descobrir que é aqui que vai encontrar a maior concorrência. Se você acha que seu canal do YouTube não pode competir com palavras-chave de cauda curta, não se preocupe, há outras opções.

Palavras-chave de cauda longa permitem que você seja um pouco mais específico, mas ainda assim você pode usar a palavra-chave que tinha escolhido inicialmente. Por isso, em vez de “artesanato” pode usar “artesanato para iniciantes” ou “artesanato para o Dia dos Namorados”. Talvez estas sejam menos procuradas, mas por outro lado também têm menos concorrência e um público alvo mais certo. E se você está pensando em termos de publicidade, vai custar muito menos do que com palavras-chave de cauda curta.

Suas palavras-chave são amigáveis ao vídeo?

Acha que finalmente encontrou a palavra-chave certa para seu vídeo? Isso pode ser verdade para o próprio YouTube, mas talvez não seja o caso para os motores de busca. A melhor maneira para descobrir é procurando as palavras-chave que você escolheu no Google. Basicamente você vai procurar para ver se constam vídeos na primeira página dos resultados de busca quando faz uma busca com as palavras-chave que você escolheu. Se realmente constam vídeos, você terá uma chance maior de conseguir um ranking melhor tanto no YouTube como no Google.

Por exemplo, os termos “como fazer”, “review”, “análise”, “hands-on” e “unboxing”, todos têm grande potencial para mostrar vídeos na primeira página do Google. Dessa forma, você estará bem seguro se estiver usando algum deles. Mesmo assim seria bem melhor se você experimentasse múltiplas opções de palavras-chave antes de se decidir por uma delas.

Agradar ao YouTube

Agora que você já pesquisou suas palavras-chave, chegou o momento de usar tudo o que você aprendeu, fazendo isso da melhor forma possível.

Título

O conteúdo do seu vídeo vai determinar como você vai estruturar o seu título, mas é importante incluir as palavras-chave na primeira parte do título. Se seu vídeo for sobre como fazer casquinha de sorvete de massa de rosquinha (doughnut ice cream cones), as palavras “Como fazer” ou “Faça você mesmo” naturalmente estariam no início do título, mas nem sempre esse é o caso, vai depender de suas palavras-chave.

A melhor prática é ter um título curto e conciso. Quaisquer outras palavras, além das essenciais para o título, podem ser incluídas abaixo, na seção da descrição. Desde que o título mostre suas palavras-chave de forma relevante e que você consiga transmitir a ideia principal, será suficiente.

Falando em títulos, quando você fizer o upload de vídeos para o YouTube, é bom usar suas palavras-chave no nome do arquivo do seu vídeo.

Algo do tipo: “YouTube_DIY_Presente_Dia _dos_Namorados” deve ser suficiente.

Descrição

Exatamente como os robôs do Google não veem de verdade as fotos ao indexar sites, o YouTube também não sabe nada do seu vídeo quando você faz o upload. Nos sites, as fotos precisam ter alt text para que os motores de busca compreendam do que se trata a foto. No YouTube é a descrição que desempenha esse papel funcionando como um intérprete.

É importante saber que palavras-chave de cauda longa funcionam muito bem na sua descrição, principalmente se este for o caminho que você quer seguir. Lembre-se, uma abordagem detalhada pode não ser tão apreciada, mas é muito mais eficiente, pelo menos no início. Escrever uma descrição longa é um benefício para seu vídeo, uma vez que fornece mais informações tanto para o YouTube como para seu público e isso pode ter um efeito muito positivo no seu ranking.

Além disso, a seção da descrição também é um excelente local para adicionar links para suas redes sociais e seu site. Aqui você tem a liberdade para compartilhar à vontade.

Marcadores

Apesar de haver um grande debate se os marcadores (popularmente conhecidos pelo seu nome em inglês: tags) ainda são ou não importantes, este é um outro local que o YouTube proporciona para você descrever seu vídeo, então não deixe de usá-lo! Sugerimos usar uma mistura de tags específicas e gerais, isso vai permitir que seu vídeo siga diversos caminhos. Aqui você também pode usar tanto as palavras-chave de cauda curta como as de cauda longa.

Uma tática mais antiga era usar 20 tags por vídeo, mas esta prática não é mais tão popular como já foi um dia. Apesar de que se você optar por usá-las, isso provavelmente não vai fazer mal algum ao seu ranking, mas também pode não trazer qualquer benefício para você. A melhor prática é adicionar quantas tags forem necessárias para descrever adequadamente seu vídeo. Se você achar que seu clipe necessita de 20 tags, ninguém vai te impedir de adicioná-las.

title-description-tags

Agradar ao público visitante

Agora que você já fez tudo para seu vídeo atrair o YouTube, chegou a hora de fazer todo o esforço para agradar o público. Em última análise, são eles que vão assistir ao seu vídeo e trazer o sucesso que você tanto busca. Veja a seguir algumas dicas do que é possível fazer. Talvez não mude radicalmente o seu ranking perante o SEO do YouTube, mas vai atrair os olhares dos visitantes.

Uma miniatura que se destaque

Se você já tem a palavra-chave para seu vídeo, vá no YouTube e procure por essa palavra-chave para conhecer sua concorrência. Agora olhe as imagens “thumbnail” de todos os vídeos semelhantes. Consegue apontar um estilo ou tema comum entre eles? Ótimo, agora faça exatamente o oposto.

Os visitantes do YouTube naturalmente vão se direcionar para aqueles vídeos que atraiam seu olhar e por isso é muito importante você ter um thumbnail que consiga se destacar no meio dessa quantidade imensa de outros vídeos. Se você observar que há uma cor tema comum entre seus concorrentes, faça seu thumbnail ser contrastante para se destacar. Apenas lembre-se de que não há necessidade de usar todas as cores possíveis.

Atraia o interesse do público rapidamente e da melhor forma possível.

Isto é essencial para manter a atenção do público que assiste ao seu vídeo, mesmo que seja algo que você precise fazer enquanto está efetivamente gravando seu vídeo. Há muitos vídeos no YouTube que sofrem da chamada “síndrome da longa introdução”, que faz as pessoas perderem o interesse e procurarem outra coisa. Para evitar esta situação você precisa atrair a atenção do público nos primeiros 15 segundos.

A sua introdução deve ser curta e com um impacto imediato. Diga ao público exatamente o que ele vai ver e vá direto ao ponto. Mais adiante você pode contar essa sua história “super interessante e talvez só meio relacionada ao assunto”. Em geral as pessoas vão ao YouTube para aprender alguma coisa ou para se divertir e se nos primeiros segundos do seu vídeo você não está conseguindo nem uma coisa nem outra, então você está fazendo tudo errado.

thumbnails

Dê-lhes um motivo para esperar (retenção de audiência)

Infelizmente, ainda que você consiga atrair a atenção do visitante rapidamente, nada garante que ele vá ficar e assistir ao vídeo até o fim. Conseguir segurar um visitante conta muito para o ranking do seu vídeo no YouTube, por isso você precisa que as pessoas assistam ao máximo possível do vídeo.

Uma tática que provavelmente você já viu diversas vezes no YouTube: o apresentador faz uma rápida introdução e depois menciona algo interessante que ele só vai mostrar ou contar ao final do vídeo.

Se você mencionar que vai revelar algo interessante ao final do vídeo há uma boa chance dos visitantes ficarem assistindo até o fim para saberem o que é. Esta tática transmite um fascínio de algo potencialmente intrigante e pode vir a ser indispensável em seu kit de ferramentas do YouTube.

Dialogar sempre, sempre, sempre!

Se o YouTube visualizar um grande volume de interação no seu vídeo, ele será melhor posicionado. Obviamente você precisa ter pessoas que verdadeiramente assistam ao seu vídeo para poder alcançar essa meta, mas é possível dar uma ajuda para que isso aconteça. É aqui que o engajamento é a chave da questão.

Uma coisa que você pode fazer é pedir às pessoas que curtam, assinem e comentem sobre seu vídeo! Isto pode até parecer bem simples, mas pode fazer toda a diferença. Para começar uma conversa, faça perguntas para as pessoas responderem nos comentários. O vídeo é seu, não tenha receio de sair perguntando!

Uma vez que começar a ter comentários no seu vídeo não deixe de responder! Mantenha uma conversa ativa, fazendo e respondendo a questões.

Chamada de Ação – CTA

Precisa apontar alguma coisa para a pessoa que está assistindo ao seu vídeo? Cartões e telas finais podem facilitar as coisas para você!

Cartões são menos invasivos do que eram as antigas anotações e isso dá uma experiência melhor para o internauta. Por outro lado, são mais limitados em termos de opções de personalização. Da mesma forma que era com as anotações, você pode determinar o tipo de cartão e o momento em que ele vai aparecer na tela, mas você não pode colocá-lo onde quiser. Tipos de cartões incluem vídeo ou playlist, canal, arrecadação de fundos, enquete e link.

Além dos cartões, temos as telas finais, também bastante úteis para seu vídeo. Exatamente como o nome sugere, telas finais aparecem ao final do seu vídeo. Você pode adicionar uma chamada de ação para as pessoas assinarem seu canal e dessa forma promover seu site.

As telas finais são um outro local excelente para você promover seus outros vídeos. Adicione “vídeos sugeridos” à sua tela final para manter seus visitantes assistindo um conteúdo mesmo que não seja seu. Pode até ser que o YouTube te agradeça dando um empurrão no seu ranking.

end-theme

O SEO do YouTube pode até parecer meio complicado, mas com estas dicas à sua disposição você tem tudo o que é necessário para levar seu vídeo para o topo do ranking!

Fonte: https://pt.wix.com/blog/2017/09/seo-do-youtube-como-obter-melhor-posicionamento-para-seus-videos/?utm_source=PT+Wix+Blog&utm_campaign=f5ff957289-UA-2117194-47&utm_medium=email&utm_term=0_b88448bdf2-f5ff957289-157549773
Anúncios

Truques da vovó para ter a casa limpa

ralo-da-pia-969283

Esses sim que não falham. Os truques das avós são infalíveis, por isso elas são tão sábias. Quando o sofá suja, elas sabem como limpá-lo. Quando risca o chão, elas sabem que a solução é usar uma meia, elas têm truques infalíveis garantido! Se quiserem descobrir truques caseiros, alguns já velhos conhecidos, para ter a casa limpa e reluzente continue lendo….

Cotonetes e álcool para limpar o controle remoto

Acontece com todo mundo: com o tempo se acumula pó, gordura e sujeira entre as teclas do controle remoto. E como solucionamos? Sempre é a mesma questão: pegamos um pano com um pouco de água e tentamos retirar a sujeira acumulada. Funciona? Não. Na verdade é até perigoso entrar água nos circuitos do controle, principalmente se não queremos ter que levar para arrumar depois. Qual a solução então? Pegar um cotonete, embeber em álcool e passar com muito cuidado entre as teclas do controle. Infalível!

Leite para devolver o brilho à seus móveis lacados

Se temos móveis lacados é um truque muito simples que quase não dá trabalho. Pegamos uma tigela e enchemos com um pouco de leite morno, uma colher de vaselina e um pouquinho de vinagre branco. Com a ajuda de papel de cozinha, vamos esfregando pouco a pouco a solução em cima da superfície. O bom é que não risca, mas retira a gordura. O que achou? Vai colocar em prática?

Escova de dentes para os rejuntes dos azulejos

Limpar o rejunte dos azulejos é uma verdadeira tortura. Com o passar do tempo o rejunte dos azulejos vai acumulando sujeira, adquirindo uma cor preta e de aspecto muito feio. Você pode utilizar vapor quente e a pressão para limpar, mas claro, isso se você tem uma máquina que faça esse serviço. Mas se você não tiver, pode provar esse truque caseiro: misture água quente, detergente e água sanitária e com uma escova de dentes e esfregue com força. Verá que ficarão como novos!

Quer ter o cesto de lixo sempre limpo?

É mais fácil do que você imagina. Esse truque caseiro consiste em lavar com frequência o cesto de lixo com água quente e água sanitária. O truque está em passar um pano molhado com álcool logo em seguida e depois deixa-lo secar ao ar livre para eliminar a umidade. Assim conseguiremos que nosso cesto de lixo não fique sujo e principalmente cheirando mal.

Desinfetar o ralo da pia

É um incomodo quando a pia entope por acumulo de restos de comida, sujeira e outros restos asquerosos…. como podemos solucionar isso? Esse truque é mais simples do que parece e bem conhecido, devo admitir que o poder da Coca-Cola é surpreendente. Além de ser um refrigerante conhecidíssimo serve para eliminar esses restos de comida que se acumulam no ralo. Somente é preciso despejar um copo de Coca-Cola e deixar atuar algumas horas. Incrível não é? E não podemos deixar de pensar que, se ela faz isso com o ralo da cozinha, imagine o que fara com nosso estomago….

Sua roupa cheira bem?

Adoramos esse truque: além de ser natural e caseiro, funciona! Muitas vezes, apesar de usar amaciantes e sabão nossa roupa continua com um cheiro desagradável e além disso, desaparece em seguida. Aqui trazemos um truque para conseguir que sua roupa cheire bem: descasque um limão e introduza a casca dentro de uma meia. Coloque a meia dentro da máquina com as roupas e programe a lavagem normalmente. Quando retirar verá que cheirinho agradável desprende da sua roupa.

Meias que deixam os espelhos super limpos

Entre todos os truques da vovó esse é o mais interessante. Já pensou em utilizar uma meia para limpar os espelhos e vidros? Incrível. Substitua o pano tradicional por uma meia. A chave está em esfregar a superfície sempre no mesmo sentido para eliminar os restos de sujeira e as marcas de mão que costumam ficar nos espelhos e vidros.

Correia das persianas sujas?

Tem janelas com persianas embutidas em casa? Sinceramente, quantas vezes desmontamos as cordas das persianas para limpá-las? Nunca não é? Mas elas realmente ficam sujas com o passar do tempo e acabam ficando com uma cor escura e com uma aparência muito feia. Limpá-las é muito fácil: umedeça um pano com detergente e vá limpando a correia. Para completar a limpeza, retire os restos com um pano úmido em água quente. Verá o resultado. Impressiona de verdade.

Fonte: https://projetos.habitissimo.com.br/projeto/truques-da-vovo-para-ter-a-casa-limpa?utm_source=newsletter-Part&utm_medium=email&utm_campaign=Habitissimo+Particulares+BR+19+AGO+2017+%282%29&utm_content=pm

27 Blogs que Todo Designer Deve Conhecer

27-blogs-designer-deve-conhecer

É uma lista referência para você estar sempre dentro do mundo do design.

Canva Design School

canva-design-school-escola-de-design__1498658295_186.231.98.222

A Escola de Design do Canva está acima da maioria do mercado. O Canva é uma ferramenta que pode substituir o Photoshop para marcas que não precisam de ferramentas de design mais avançadas, e a Escola de Design ensina design para desde iniciantes a profissionais avançados.

 

StudioPress Blog

rainmakerfm__1498659672_186.231.98.222

Se você acompanha o Vitamina há algum tempo, sabe que somos mais do que fãs da Copyblogger e Rainmaker Digital. E a empresa de design e webdesign junto a eles é a StudioPress. Eles não são apenas a forma mais simples e fácil de você lançar o seu site profissional, mas tem um blog recém-lançado que vale a pena ser acompanhado.

 

Rafal Tomal

rafaltomal__1498659087_186.231.98.222

O Rafal é um dos top designers da Rainmaker Digital. Tem uma abordagem minimalista que está presente nos produtos da empresa, como a Rainmaker Platform e todos os detalhes desde a Copyblogger até os eventos ao vivo.

 

Rainmaker.fm

rainmakerfm__1498659672_186.231.98.222

A Rainmaker.fm, apesar de não ser um blog e sim uma rede de podcasts, é importante para criativos e freelancers em geral, além de empreendedores e profissionais de marketing, comunicação e publicitários. São diversos podcasts sobre empreendedorismo, redação, marketing de conteúdo, copywriting e muito mais.

 

Designers Brasileiros

designers-brasileiros

Blog sobre dicas de design, eventos, colunas, tutoriais e assuntos gerais relacionados ao mercado brasileiro.

 

Assuntos Criativos

assuntos-criativos

Mais um blog para profissionais de Design e Publicidade.

 

100% Design

100-design

O 100% Design aborda variados assuntos e é fonte de inspiração visual e informação de qualidade com mais de 500 posts e 8.000 imagens.

 

Bons Tutoriais

bonstutoriais

Blog de Design com uma pitada de criatividade de qualidade, Inspirações, Ideias para Campanhas Publicitárias, Tutoriais Photoshop, Web Design e muito mais.

 

Boteco Design

boteco-design

O Boteco Design teve início como um grupo do Google de colegas da faculdade que gostavam de divulgar e comentar notícias, trabalhos, exposições, cursos, e tudo mais relacionado ao nosso curso, Design.

 

Choco La Design


O Choco La Design é um dos maiores veículos independentes de produção de conteúdo relacionado a Design.

 

Clube do Design

clube-do-design-blog

Dicas para designers. Os melhores posts de design, em um só lugar. Photoshop, Illustrator, CorelDRAW, Indesign e mais.

 

Criatives

criatives

Blog de Design e Criatividade com inspirações, tutoriais, Web Design, Eventos de Design, Dicas para Blogs e idéias para Campanhas publicitárias.

 

Cutedrop

cutedrop-design-blog

Visual e inspiracional. Blog sobre design, tecnologia, moda, culinária, publicidade, música e muito mais.

 

Design Blog

design-blog

Blog de design gráfico e web com artigos exclusivos, dicas, teoria do design e muito mais para você aprender design.

 

Design Culture

design-culture

O Blog Design Culture nasce para levar o melhor do Design, Cultura, Comunicação, ações criativas e as mais diversas expressões de artes.

 

Design Fera

design-fera-blog

Blog que está há um bom tempo na blogosfera conosco.

 

Temporal Cerebral

temporal-blog

Nova indicação desta lista, conteúdo interessante.

 

Design Inspirador

design-inspirador__1498657119_186.231.98.222

Eles pediram nos comentários, nós aprovamos o conteúdo e adicionamos na lista. Vale conferir e parabéns pelo trabalho!

 

Design On The Rocks

design-on-the-rocks

Mais um bom blog para a lista.

 

Vitamina Publicitária

vitamina-publicitaria

Mais de 15.000 criativos, freelancers, empreendedores e publicitários aprendem no Vitamina uma maneira melhor de atrair, vender e fidelizar clientes com a internet. Somos nós!

 

Aparelho Elétrico

aparelho-eletrico__1498657724_186.231.98.222

O Aparelho Elétrico é um blog para freelancers e criativos sobre gestão, criatividade, produtividade e negócios muito bacana. Tem uma lista de freelancers bem completa para diversas especialidades que vale conferir!

 

Designerd

designerd-design

Blog de Design e Web Design, com dicas para estudantes e profissionais, inspirações para designers, ilustradores e outros profissionais criativos e muito mais.

 

Walter Mattos

walter-mattos__1498657962_186.231.98.222

Outra indicação que veio dos comentários aqui no blog, Walter Mattos é um designer apaixonado por criar marcas e compartilhar conteúdo.

 

Des1gn’On

designon-design

Blog voltado para estudantes, profissionais e pessoas em geral que curtem design e artes. Na minha opinião, é um dos blogs mais bacanas atualmente voltados a design. Também é um dos parceiros do Vitamina Publicitária.

 

LogoBR

É respeitado e citado como referência por estudantes, acadêmicos e profissionais quando se trata de branding.

 

Orange Design

orange-design

A maior razão para a existência do Orange Design é divulgar o design e sua profissão através de artigos, entrevistas com designers premiados e análise de produtos.

 

Pixel Coffee

pixel-coffe

Podcast bem humorado sobre design, propaganda, games, programação, música e muito mais.

 

Sala7 Design

sala7-design

O Sala7 é um blog feito por estudantes de design que resolveram juntar o interesse, estudo, paixão e vontade bloggar, tudo em um só lugar.

 

Café Com Galo

cafe-com-galo

Blog muito bacana sobre design, entretenimento, fotografia e marketing.

 

De Volta ao Retro

Lab Criativo

lab

DESIGNICES

LOGO.BR

Abduzeedo.com

abdu

 

A List Apart

 

Smashing Magazine

 

Zupi

Os nossos parceiros da Zupi também merecem estar nesta lista.

zupi

E esta é a lista dos blogs que todo designer deve conhecer!

Fonte: http://vitaminapublicitaria.com.br/27-blogs-designer-conhecer/

Inovar sempre. Ou melhor procurar outro negócio

jornalismo-1600x465

Com um pouco de estudo – e uma dose de coragem – é possível modernizar o negócio jornalístico, sem perder a capacidade de influenciar e de ser a fonte confiável

O jornalismo muda, muda e muda de novo. Sempre. A explicação é simples: muda porque as pessoas mudam. Se a regra do jornalismo é informar/explicar/traduzir fatos relevantes para a sociedade (ou parte dela), as mudanças devem ser tão constantes quanto aquelas dessa mesma sociedade. Permanecer repetindo fórmulas, ignorando as mudanças necessárias, é assinar o atestado de óbito.

Pois bem: adivinhe qual o problema que aparece em primeiro lugar na pesquisa sobre as dificuldades de futuro nas empresas jornalísticas, organizada pelo World Press Trends/WAN-Ifra  (Tendências do Jornalismo no Mundo, pela Associação Mundial de Jornais). Sim, 26% dos acionistas e diretores dos jornais do planeta dizem que a relutância à mudança é o principal fator de risco para o sucesso de sua companhia no futuro. É mais que o novo modelo de negócios (24%), Competição (15%) ou Instabilidade Política do País (12%).

Mudar uma estrutura acostumada a fazer sempre o mesmo significa criar uma dificuldade inesperada. Aquele profissional que sabe organizar seu tempo entre o trabalho, o almoço em família, o transporte dos filhos à escola e ainda a academia no fim da tarde, vai precisar rever sua rotina. E quando algo provoca desconforto, a reação (leia-se boicote) é imediata. O problema é que a mudança não é mais opcional, é obrigatória. Em tempos onde negócios aparecem e desaparecem todos os dias, onde a maioria das grandes marcas do mundo ainda não completaram 10 anos, é fundamental mudar sempre – com segurança – e não perder o trem.

Há mudanças sem estratégia, que costumam matar marcas tradicionais. O Jornal do Brasil, por exemplo, depois de anos de péssima gestão, abandonou o papel. Tentou vender a ideia de que a economia necessária era na verdade uma decisão de valorizar o digital. Não colou. O JB hoje amarga a irrelevância. Mudanças como reduzir um dia por semana de circulação da edição impressa, adotada por Zero Hora e Diário do Nordeste, entre outros, funcionou. Já a decisão de manter apenas a edição do fim de semana, encerrando com os dias úteis, ainda está em observação na Gazeta do Povo.

De qualquer maneira, com um pouco de estudo – e uma dose de coragem – é possível modernizar o negócio, sem perder a capacidade de influenciar, de ser a fonte confiável da sociedade. Mas para isso é preciso estar aberto às novas ideias, remodelar a estrutura criativa de todas as formas. Na Redação e nas demais áreas. Quem disse que a divisão Comercial/Circulação-Mercado Leitor/Industrial-Operações/Marketing/Tecnologia/Administração/Recursos Humanos/Redação é para sempre?

Empresas mais leves, com Redações criativas. Sem medo de mudar, como o The Globe and Mail, líder do Canadá, que acaba de anunciar que as informações (data) recolhidas pelo site servirão de apoio decisivo para as apostas editoriais do papel. E que a partir de dezembro só existirão duas editorias: Notícias e Negócios. Todas as seções tradicionais de encaixarão nesse desenho.

É preciso mudar e entender o que faz sentido na sociedade digital.

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/home/opiniao/2017/09/19/inovar-sempre-ou-melhor-procurar-outro-negocio.html

Google escolhe São Paulo como centro estratégico de cloud

background_fibra

Empresa inicia campanha em OOH, jornais e revistas para divulgar seus novos serviços corporativos tendo a cidade como hub regional na América do Sul

Desde 2015, o Google investe na expansão de cabos submarinos para conectar o Brasil aos Estados Unidos e transformar o País em hub para os vizinhos Argentina e Uruguai. Um dos principais projetos neste sentido, concluído recentemente, permitiu que São Paulo se tornasse uma das 30 zonas estratégicas da empresa em serviços de computação em nuvem.

 

Relógios

“Os investimentos feitos em conexão pelo Google transformam São Paulo em um centro de conexão que poderá prover conexão direta aos países vizinhos”

 

A partir desta terça-feira, 19, o Google passa a oferecer novos serviços de cloud com ultraconexão e transforma São Paulo em um centro estratégico para este tipo de oferta. Para anunciar o serviço, a empresa iniciou uma campanha de mídia off-line, em São Paulo, que contempla out-of-home, jornais e revistas. Além de ações nos dois principais aeroportos da cidade. Em paralelo, uma campanha digital está sendo realizada, em todo o Brasil e também na Argentina e Uruguai.

“Os investimentos feitos em conexão pelo Google permitirão que várias regiões de São Paulo recebam um serviço de cloud de maior qualidade. E, ao mesmo tempo, transforma São Paulo em um centro de conexão que poderá prover conexão direta aos países vizinhos”, explica Izabelle Macedo, head de cloud marketing Latam do Google. A executiva explica que Cingapura e Londres passaram por processos semelhantes, recentemente.

 

Bus_Stop

“Tanto em Londres quanto em Cingapura também foi feito um investimento em mídia tradicional”

 

De acordo com Izabelle, o foco em investir em mídia tradicional está diretamente associado à necessidade de explicar um produto técnico com foco em um cliente de alto nível como diretores e presidentes de empresa. “Tanto em Londres quanto em Cingapura foi feito um investimento em mídia tradicional. E ela é importante para complementar essa comunicação específica”. Os anúncios dos novos serviços do Google incluem o jornal Valor, revista Exame e Istoé Dinheiro, além de duas ações pontuais nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos que devem durar quatro semanas. A criação off-line foi feita pela F/Nazca e a parte de performance desenvolvida pela Blinks.

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2017/09/19/google-escolhe-sao-paulo-como-centro-estrategico-de-cloud.html
 

Fraudes com apps custam US$ 1,3 bi aos anunciantes

background_money-1

Redes mal-intencionadas conseguem reiniciar o sistema operacional do celular e gerar tráfego fraudulento na publicidade móvel

 

Web Robot

Fraudes que usam instalação de apps para criar tráfego artificial e burlar a publicidade móvel afetam toda a cadeia do marketing digital

 

Até o final deste ano, a publicidade digital móvel representará um investimento global de US$ 99,3 bilhões e superará, pela primeira vez, a publicidade baseada em desktops, que deve atingir o valor de US$ 97,4 bilhões no mesmo período. Juntamente com essa expansão móvel, as fraudes denominadas DeviceID Reset Fraud, pelas quais fraudadores reiniciam o sistema operacional dos celulares entre cada instalação de apps em grande escala, e geram um imenso tráfego fraudulento. Esse tipo de fraude, segundo estimativa da empresa AppsFlyer, cuja tecnologia está instalada em 98% dos smartphones mundiais, custa entre US$ 1,1 bilhão e US$ 1,3 bilhão aos anunciantes anualmente.

Cada dispositivo móvel (smartphone, tablet etc.) tem seu próprio e único DeviceID (ou identificação de dispositivo). Para os iPhones, equipados com iOS, o ID é chamado IDFA. Para os smartphones que são embarcados com o Android, o ID é o GaID. O ID é o meio pelo qual os anunciantes conseguem medir e entender suas ações de marketing e de publicidade móvel. Também, é o meio que smartphone ou tablet usa para proteção e detecção de fraude.

Segundo a ApsFlyer, o Brasil já tem as melhores plataformas globais do mercado de publicidade mobile em grande escala, com inteligência e automação à disposição de agências e anunciantes. Mas, ao mesmo tempo em que o mercado evolui para tecnologias inteligentes de publicidade, também atrai as fraudes. A empresa aponta que, da mesma forma que cada tipo de campanha tem uma precificação, para cada precificação as redes de distribuição mal-intencionadas criaram um tipo de fraude:

– Fraude por clique: quando essas redes fraudulentas geram cliques falsos que, no entanto, são gerados por usuários reais que realmente têm o app. Ou seja, o usuário fez o download do app organicamente, mas, de alguma forma, essa aquisição é atribuída ao anúncio, gerando precificação.

– Fraude por impressão: quando os displays (banners) do anúncio são “empilhados” uns sobre os outros na página durante a navegação. O usuário não viu o anúncio e, portanto, não deve ser cobrada a impressão. Mas, para efeito de contabilização da campanha, conta como se tivesse ocorrido essa visualização.

– Fraude por download e instalação: robôs realizam os cliques nos anúncios e, em seguida, fazem o download dos apps. Segundos depois, desinstalam tudo. A essa altura, contudo, o resultado de campanha já foi contabilizado e será cobrado do anunciante.

“Não podemos ter uma indústria forte como a da publicidade móvel transformada em algo sem confiança, especialmente no Brasil, onde o mercado ainda está amadurecendo”, diz Daniel Junowicz, diretor da AppsFlyer para América Latina. A sugestão da empresa, para os anunciantes, é que os processos sejam redefinidos nos seguintes termos: as expectativas de fraude devem ser definidas como parte da tecnologia da informação; relatórios transparentes devem ser ativados durante as campanhas; parceiros e redes devem ser cobrados em relação à transparência. Para as adnetworks, o relatório da AppsFlyer observa que é necessário que essas redes observem os dados para saber o quanto estão expostas à fraude; redefinam os dispositivos; e aproveitem os dados para imunizar os clientes. Para os provedores, a orientação é que o mercado seja educado para descobrir novos tipos de fraude para oferecer aos anunciantes as ferramentas de que precisam para se proteger; e fornecer às adnetworks a transparência necessária para detectar, combater e eliminar essas fraudes na medida em que surgem.

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2017/09/19/fraudes-com-apps-custam-us-13-bilhao-aos-anunciantes.html

Guia Rápido: Como Criar Conteúdo para o Instagram

featured

Muito se falou ultimamente de Snapchat, e o Twitter ainda é a fonte mais rápida para notícias e tendências na internet. Mesmo assim, para uma presença online completa, além de uma página no Facebook e um site, é essencial estar no Instagram – e saber usá-lo como ninguém!

Aliás, conhecer o Instagram a fundo já não é mais tão simples como na longínqua era em que tudo o que você tinha que escolher era o filtro a ser adicionada à sua foto quadrada. Os últimos anos trouxeram os vídeos, as fotos em novos formatos, e até os álbuns – sem falar no famigerado algoritmo que ninguém pediu e deixou de exibir o conteúdo em ordem cronológica.

Para as marcas, é sempre um desafio se destacar de forma orgânica em meio a todas as fotos de comidas e corridas, todos os copos do Starbucks com os nomes errados e todas as selfies da noite de sexta-feira.

Por isso, organizamos estas dicas para você encontrar seu lugar ao sol – sem esquecer de um bom #filtro (solar):

Consistência estética

Seja você um seguidor de celebridades, tutoriais de maquiagem e penteado, ou páginas de humor, logo perceberá que cada um tem um certo padrão. É claro que a identidade visual de seu perfil no Instagram não precisa ser tão rígida quanto a identidade da sua marca como um todo. Por outro lado, manter um certo um padrão trará um tom profissional ao seu perfil, e ajudará a fixá-lo no inconsciente de seus seguidores, o que é importante para que eles decidam parar para olhar seu conteúdo ao invés de rolar o feed para ver o que foi publicado recentemente pelos amigos.

Um exemplo de projeto que usa o Instagram de forma consistente é o Humans of New York. O Instagram do Humans of New York tem uma programação específica: todo dia, uma foto de um habitante de Nova Iorque, com sua história de vida ou um episódio peculiar de sua trajetória. É um projeto de tanto sucesso que foi copiado em todo o mundo e já até saiu uma turnê sulamericana que incluiu algumas capitais brasileiras.

Outro excelente exemplo de consistência estética é – veja você – o Instagram da Kim Kardashian. A celebridade americana publica todo tipo de conteúdo – desde dias na piscina até ensaios fotográficos profissionais, passando por gatinhos, e fotos do marido e dos filhos. Mesmo assim, a maioria de suas fotos tem os mesmos tons, dimensões similares e não têm bordas – há aqui uma clara identidade visual!

kim-gif-consistency.gif

Pode copiar, só não faz igual

Já citamos dois exemplos universais de conteúdo criado tendo o Instagram em mente, mas ninguém conhece a sua região e o seu ramo de negócios como você. Dê uma olhada no que seus concorrentes estão fazendo (quem sabe para identificar exatamente o que NÃO estão fazendo?) e como se comportam as marcas que você admira, e que “falam” de forma similar ao tom que você almeja usar no seu perfil.

Não há nenhum problema em buscar inspiração nos reis e nas rainhas do Instagram, desde que você os use apenas para encontrar seu próprio tom. Lembre-se que seu principal objetivo é divulgar sua marca com originalidade e honestidade. Quando o cliente entrar em contato com seu trabalho, de nada adiantará o Instagram mais descolado se todo esse clima não se reflete no seu produto ou serviço.

A cada piscada, uma nova tendência

Lembra quando falamos que a Kim Kardashian não usa bordas no seu perfil do Instagram? Agora vá conferir seu próprio feed e conte quantas fotos com bordas você encontra. Pois é. Por mais que o aplicativo ainda ofereça a possibilidade de adicionar bordas às imagens, elas já não fazem parte do conjunto de ações principais sugeridas na criação de um post, e os 103 milhões de seguidores são um indicativo de que ela dita tendências – ou ao menos as reverbera.

E o Boomerang, com aqueles videozinhos curtos e repetidos em loop, que parecem até GIFs? Essa tendência não é tão marcante quanto a ausência de bordas, e já até está passando. Mas não tinha uma época em que metade dos posts do Instagram eram feitos com o Boomerang? Basta ficar de olhos bem abertos para identificar a próxima onda a ser surfada!

wix-gif-slides.gif

Mais é menos

Você já percebeu a proliferação de posts retratando apenas uma pessoa (ou um objeto) trajando cores básicas contra um fundo branco – seja ele uma parede, uma mesa ou mesmo o chão – como no ensaio acima, que fizemos para o Instagram do Wix. O Instagram é uma rede desenvolvida para o smartphone e seu conteúdo deve ser criado tendo isso em mente. A tela relativamente menor exige que o que houver de mais importante em seu post seja destacado para saltar aos olhos de quem o vê, sem disputar espaço com fundos coloridos e outros objetos chamativos.

Aliás, esta regra também vale para a frequência com que você publica. Divulgar uma nova coleção com fotos individuais de cada produto em um intervalo de poucos minutos surtirá um efeito certeiro: você perderá seguidores. Aliás, com o advento dos álbuns, você parecerá alguém que não sabe usar o Instagram, ou que não se adaptou à sua nova realidade.

Sem medo de ser feliz

Nós dedicamos muito tempo dizendo o que fazer, quem copiar, o que seguir e o que evitar, mas o Instagram é seu e quem deve tomar as decisões finais é você, tendo em mente sua visão do quê sua marca deve transparecer. Se você tiver uma ideia completamente diferente de tudo o que viu por aí, vá em frente! Quem sabe não é nascimento de uma nova tendência?

Fonte: https://pt.wix.com/blog/2017/09/guia-rapido-como-criar-conteudo-para-o-instagram/?utm_source=PT+Wix+Blog&utm_campaign=4fded48fc3-UA-2117194-47&utm_medium=email&utm_term=0_b88448bdf2-4fded48fc3-157549773