7 mudanças que você deve aplicar em suas publicações do Facebook para melhorar o alcance orgânico e conseguir que a sua audiência seja mais feliz

Que levante a mão quem NÃO quer que as suas publicações no Facebook cheguem ao maior número possível de pessoas sem ter que pagar nem um centavo por isso.

Pois bem, isso é conhecido como alcance orgânico; ou seja, é o número de usuários únicos que veem o seu conteúdo em seu feed de notícias ou visitando a sua página no Facebook.

E se você não sabia, o reach ou alcance orgânico está causando em todos nos últimos tempos uma autêntica dor de cabeça para os mais de 30 milhões de negócios que têm presença na rede social e que estão vendo como dia após dia diminui drasticamente o número de pessoas que veem as suas publicações.

Mas, há uma boa notícia: ao contrário do que muitos não querem acreditar, o alcance orgânico não está morto – na verdade, só andava de farra -. E isso significa que você ainda está em tempo de conseguir que o alcance orgânico da sua página do Facebook aumente sem que tenha que investir dinheiro para promover as suas publicações.

Se você quer saber como consegui-lo, recomendo que invista alguns minutinhos em ler este artigo, porque eu não só vou compartilhar com você tudo o que precisa saber para entender como funciona o alcance orgânico no Facebook como você também vai conhecer as 7 mudanças que você deve implementar desde já em seus conteúdos, as quais já foram testadas e comprovadas. Me acompanha?

Por que o alcance orgânico no Facebook realmente não está morto? Toda a verdade nada mais que a verdade…

Muitas empresas estão baseando a sua estratégia de social media entorno do Facebook, onde diariamente compartilham conteúdo a fim de chegar ao máximo possível de pessoas e assim conseguir melhorar o alcance orgânico.

Mas, enquanto antigamente publicar atualizações já era o suficiente para aparecer no feed de notícias dos usuários e conseguir interações – desde “curtir” até comentários, compartilhamentos e cliques -, agora é cada vez mais difícil fazer a sua audiência ver as suas publicações.

De fato, calcula-se que todos os dias cada usuário está exposto a uma média de 1.500 mensagens em seu feed de notícias. E cabe destacar que esse feed de notícias é limitado, o que significa que o Facebook não permite que a sua publicação chegue a todos os usuários que te seguem.

Tudo isso nós devemos somar ao fato de que o Facebook é uma empresa, e como tal precisa de dinheiro; dinheiro que, por outro lado, vem das empresas que pagam para promover as suas publicações e anúncios na rede social, então não é muito difícil entender que:

O Facebook está oferecendo cada vez menos alcance orgânico enquanto que, por outro lado, o alcance pago concede maior visibilidade.

Na verdade, isso não é nenhuma surpresa, visto que a plataforma já anunciou há alguns meses que para 2016 mudaria o algoritmo para mostrar ainda menos publicações de páginas empresariais no feed dos seus usuários. E assim foi, ainda que não seja novo:

Segundo Ogilvy, o tráfego orgânico de empresas no Facebook caiu até 49% desde outubro de 2013.

Sem ir mais longe, assim está a média do alcance na rede social segundo o número de seguidores que a empresa possui:

E ainda que seja baixo, também é certo que se estivesse morto seria de 0%, não?

A Equipe do Facebook afirma que esta manobra foi pensada exclusivamente para castigar as mensagens excessivamente promocionais e ao mesmo tempo para criar uma boa experiência para o usuário, já que eles não gostam de ver anúncios e promoções sempre.

Mas, não vamos nos enganar: você acha que se as empresas que pagam por estes serviços obtivessem os mesmos resultados com publicações orgânicas continuariam pagando? Não é preciso ser muito esperto para saber que a resposta é: Nãooooo!

Mas, se a estas alturas você está pensando que o alcance orgânico está morrendo, deixe-me te dar uma pequena esperança: não é verdade, porque esta limitação afeta sobretudo as páginas que não publicam conteúdos nem informações de qualidade, mas apenas as usam para se promover diretamente (e, sobretudo, às empresas com mais seguidores).

Então, você pode fazer com que o reach orgânico esteja mais vivo do que nunca se aprender a ser mais esperto que o Facebook! Além disso, você pode fazê-lo sem precisar investir. A seguir, eu vou te mostrar 7 ajustes simples que você deve fazer desde já em suas publicações.

7 mudanças que você deve implementar em suas publicações para melhorar o alcance orgânico no Facebook

1. Publique de maneira regular…

… Mas sempre priorize a qualidade à quantidade.

Se você compartilha conteúdos apenas de vez em quando dificilmente poderá melhorar o seu alcance orgânico, mas também não conseguirá se ficar incomodando os seus seguidores a cada cinco minutos com novos conteúdos: como em tudo na vida, você deverá encontrar o equilíbrio para que a sua audiência não te esqueça e nem se canse de você.

Pense nisso: se você publica de maneira regular conteúdos de qualidade, é mais provável que as suas publicações cheguem a mais usuários diferentes com os gerará maior interação, e o Facebook dará prioridade à sua página de empresa para que apareça no feed dos seus seguidores – além disso, servirá para que você possa otimizar a sua estratégia de conteúdos e averiguar quais tipos de publicações funcionam melhor -.

Você se esqueceu de atualizar a sua página durante um tempo? Ainda está a tempo de ressucitá-la e melhorar o alcance orgânico publicando com frequência conteúdos que sejam úteis para a sua audiência.

DICA EXTRA! Publique conteúdo atemporal. A vida de um post depende de vários fatores, e um deles é a sua utilidade. Por isso, aposte em publicar de vez em quando conteúdos que não fiquem ultrapassados com o passar do tempo. Dessa forma eles serão úteis durante períodos mais longos, os usuários vão continuar “curtindo” e comentando os posts que aparecerão novamente no feed de notícias se um dos seus seguidores reagir a ele e, portanto, será distribuído durante períodos mais longos.

A marca mexicana KleenBebé, especializada em produtos para a higiene dos recém nascidos, publica muitas vezes atualizações atemporais que são úteis para a sua audiência, o que alarga a vida útil dos posts:

2. Leve em conta os horários

Se você publica quando os seus concorrentes estão online é provável que obtenha um alcance orgânico mais baixo, já que haverá muitas publicações competindo para aparecer no feed da sua audiência.

Mas, e se você publicar quando os seus concorrentes estiverem “dormindo”? Sem dúvidas, você terá mais possibilidades de chamar a atenção.

Jon Loomer, um dos maiores experts em Facebook Marketing Avançado, fez um experimento sobre isso.

Basicamente, ele analisou em que momento os seus fãs estavam online e depois programou suas publicações uma hora depois do “horário de pico”. Descobriu que as horas de menor frequência funcionavam muito bem e as vezes funcionavam até melhor.

A razão é muito simples, e é como disse o Jon: é um bom conteúdo com menos concorrência”. E realmente funciona! Veja você mesmo:

Quando Jon Loomer publicou links depois do horário de pico o desempenho foi melhor.

DICA EXTRA! Não publique nunca em “horas mortas”, já que quase nenhum dos seus seguidores está conectado e é mais provável que os seus posts se percam em meio ao nada. Um bom conselho é que olhe nas estatísticas nos períodos em que os seus seguidores estão conectados e escolha as horas nas quais os seus concorrentes não estejam publicando.

3. Publique conteúdo de qualidade

Vivemos na era da informação: tudo gira ao redor do conteúdo e as pessoas não têm tempo para ler tudo, então, indiscutivelmente, elas ficam com o que é mais útil e de maior qualidade.

Neste sentido, o Facebook recomenda criar conteúdo de qualidade em vez de postar a todo momento sem olhar o que, já que o conteúdo de qualidade agrega valor aos seus seguidores e eles ficarão ansiosos por ler e compartilhar os seus posts, e assim você obterá um maior alcance.

Além disso, o algoritmo do Facebook leva em conta o tempo que cada usuário dedica à publicação como sinônimo de qualidade, assim como as demais métricas de conteúdo como as “curtidas” ou os comentários, então quanto mais valor tiverem os seus posts melhor será o compromisso por parte da sua audiência e mais possibilidades você terá de fazer com que o seu conteúdo apareça no feed de notícias dos usuários.

DICA EXTRA! Desperte as emoções criando publicações personalizadas em relação ao seu setor de mercado que toquem essa “fibra sensível” que todos nós temos, já que uma vez que você ganha o seu coração, também ganha o seu feed de notícias.

Além disso, os posts que despertam os sentimentos dos usuários costumam alcançar maiores taxas de viralidade.

A Nutella o faz especialmente bem, não parece? 😉

4. Troque os vídeos do YouTube pelos vídeos do Facebook

O vídeo é o rei do Facebook e funciona muito bem, mas se você quer melhorar os seus resultados precisará se despedir dos vídeos do YouTube e dar as boas-vindas aos vídeos do Facebook, já que estão demonstrando que podem ajudar a melhorar o alcance orgânico.

Uma das razões do aumento do reach é que, ainda que os vídeos do YouTube sejam reproduzidos dentro do Facebook, não acontece de maneira automática como ocorre com os vídeos do Facebook, e esta auto reprodução automática é a que ajuda a aumentar o alcance.

Além disso, a porcentagem de pessoas que veem vídeos no Facebook é cada vez maior, enquanto do YouTube é cada vez menor.

A marca de moda Desigual, por exemplo, usa muito este recurso fazendo uploads de vídeos sobre como usar e combinar as suas peças. Neste caso, publicou um vídeo sobre como usar um lenço. Veja por você mesmo o que isso gerou…

DICA EXTRA! LEVE EM CONTA CERTOS ASPECTOS AO PUBLICAR O SEU VÍDEO NO FACEBOOK. Por exemplo, os vídeos curtos de 2 minutos no máximo funcionam melhor, mostre movimento dentro dos 2 ou 3 primeiros segundos, faça com que pareça profissional e escolha um bom thumbnail.

5. Use as imagens adequadas

Usar as imagens adequadas pode te ajudar a melhorar o alcance orgânico no Facebook. Acontece que a plataforma está favorecendo o reach orgânico àquelas publicações que contêm fotos ou imagens com as dimensões exatas recomendadas pela rede social.

Estas imagens são vistas em formato completo, por isso são mais visuais e atraentes.

Quanto às medidas, a dimensão ideal é de 1200×1200 pixels para uma imagem completa e de 1200×627 pixels para uma imagem de post com um link. E, claro, quanto mais chamem a atenção melhores serão os resultados.

Além disso, um post com uma boa imagem sempre é mais atraente para a audiência, sendo assim, é mais fácil que se interessem por ele. A MediaMarkt que o diga, já que é especialista em pulicar boas imagens em sua Fan Page:

DICA EXTRA! Não seja só relevante, trate também de ser oportuno. Se há um evento recente, você pode aproveitar para publicar sobre ele em tempo real e relacionar a sua marca ao evento. As pessoas já estarão buscando informações sobre o tema, então será mais fácil atrair a sua atenção.

Por exemplo, durante o SuperBowl de 2013 houve um apagão e a Oreo se aproveitou disso com esta publicação criada para a ocasião, na qual textualmente dizia: “Apagão? Não tem problema”, e junto ao texto adicionou uma imagem que dizia “você ainda pode molhar na escuridão”, em alusão ao clássico combo de “leite + bolacha” que prega a marca. Teve mais de 15.000 retweets e, quase sem querer, se converteu no melhor anúncio do SuperBowl… e grátis! Neste caso, a estratégia foi implementada através do Twitter, mas você pode fazer algo parecido no Facebook.

6. Fuja do clique fácil

Certamente, você já leu em seu feed algo parecido com: Quando você ver o que aconteceu com esta mulher por deixar o seu filho brincar com a sua iguana, não vai acreditar” ou “Chamam esta fruta de ‘a fruta milagrosa’, e quando você ver os 7 grandes benefícios que pode trazer ao sexo, entenderá o porquê (nunca imaginei que o 3 seria possível)”.

Você sabe a que me refiro, não? Pois bem, este tipo de publicações estão buscando o clique fácil e massivo para melhorar o alcance orgânico no Facebook a todo custo.

Se você quer um conselho: não o faça e fuja o quanto antes desse caminho, porque até pouco tempo estas publicações ajudavam a aumentar o engagement e a visibilidade dos nossos conteúdos, mas o Facebook realizou alterações em seu algoritmo para castigar este tipo de ações, então já não faz sentido abusar delas.

O melhor que você pode fazer é analisar as métricas do Facebook, ver com detalhes as estatísticas, e em função disso determinar que tipo de conteúdo os seus usuários preferem e se focar em oferecê-lo.

DICA EXTRA! Mencione páginas ou usuários influentes. É uma boa alternativa ao clique fácil e outra boa maneira de melhorar o alcance, já que a rede social está mostrando no feed publicações de páginas que incluem alguma menção a outra página ou pessoa que os seus usuários também seguem. Mas, não abuse deste recurso recomendando outras páginas de forma indiscriminada, porque o Facebook poderá penalizá-lo como Spam.

7. Adicione Call To Action

Os CTA (Call To Action) também são essenciais para melhorar o alcance orgânico, já que você está animando diretamente os seus usuários a interagir com os seus conteúdos e isso é levado em conta de maneira positiva pelo algoritmo do Facebook. Mas, além de aumentar o número de ações, os amigos dos seus seguidores também verão as suas publicações, portanto você aumentará a porcentagem de usuários alcançados.

De fato, se você quer saber como criar CTAs irresistíveis, neste artigo encontrará 10 conselhos para levar em conta e 8 exemplos práticos para implementar.

DICA EXTRA! Crie publicações irresistíveis que sirvam para justificar este call to action, por exemplo, publicações que evoquem nostalgia, que peçam para marcar usuários que você conhece, com perguntas interessantes ou que incluam uma meta. Todos estes detalhes que promovem a interação te ajudarão a aumentar o alcance orgânico e terão mais possibilidades de ser virais.

Além disso, você sempre pode combiná-los com as demais dicas que aprendeu para que as suas publicações sejam mais efetivas, como a FitnessBlender faz muito bem, e que muitas vezes perguntam à sua audiência várias questões e as convertem em vídeos, como este caso de razões para fazer exercícios:

Fonte: https://bit.ly/2jOMyiP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s