Twin Peaks, ainda – Parte 2

Daniel Castro comenta, em sua coluna de TV no Uol a baixa audiência de Twin Peaks.

É uma pena que seja baixa, embora isso fosse previsível.

Daniel diz em dado momento que é preciso uma espécie de manual para seguir a trama com mais de 200 personagens.

Aqui entre nós, não há manual que dê conta da questão.

Mas isso de “entender” talvez seja uma falsa questão.

Eu me preocupava por esquecer, de uma semana para outra, coisas que haviam acontecido no capítulo anterior.

Então li no Cahiers que alguém sentia igual: cada capítulo como que “apaga” o anterior. Ao menos em mentes ou memórias fracas como a minha.

Mas, francamente, se assistir sem tentar entender. Se assistir só se deleitando com a beleza da imagem, os tempos dos atores, a expressão de Kyle MacLachlan (só uma única expressão todo o tempo: a perfeita), sem pensar em entender, o espectador estará se colocando diante de uma das grandes aventuras criativas deste século.

P.S. – Ainda não li o Rogério Ferraraz, que tem até uma tese sobre o Lynch. E nem falei com o Cássio Starling, que dará um curso sobre Lynch e Twin Peaks no Espaço Itaú a partir da semana que vem. Mas também daí eu enlouqueço… Tem que mexer aos poucos nesse vespeiro.

Fonte: https://cantodoinacio.wordpress.com/2017/09/11/twin-peaks-ainda-parte-2/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s